Subscribe
Add to Technorati Favourites
Add to del.icio.us

Um compositor requintado



Grande compositor ainda vivo, Nélson Rufino foi o soteropolitano responsável por algumas das grandes músicas que fizeram sucesso no cenário do samba nacional. Entre suas canções, pode-se facilmente destacar Verdade e Dono da Dor, como duas importantes pérolas. A última é, por sinal, uma de suas melhores letras. Com sua voz portentosa - e com um rouco fraco e arrastado - Rufino demonstrava toda sua sensibilidade, dizendo:

Que fazer com meu coração
Paixão chegou sem dizer nada
E ensinou pro meu viver
Que o dono da dor
Sabe quanto dói
Tem jeito não, o peito rói

E só quem amou pode entender
O poder de fogo da paixão
Porque

A realidade é dura
mas é ai que se cura
ninguém pode imaginar
o que não viveu

Queria felicidade
Não pra me apaixonar
Por medo desse amor bonito
Me fazer chorar




Apesar de ser um dos grandes nomes baianos, Rufino se formou no Rio de Janeiro. Hoje em dia vive em sua cidade natal e não cessou de produzir música. Voltou a tocar, em parcerias, e acabou de terminar um cd.

Na internet circula um cd seu, com vários convidados especiais, como Emílio Santiago e Zeca Pagodinho, que pode ser baixando no link: http://rapidshare.com/files/105674721/A_verdade_de_N_lson_Rufino_NOSR.rar

4 Comments:

  1. Júlia Alves said...
    Adorei o blog. Diversificado e informativo ^^

    Sou de BH, e amo o samba (embora não seja tradição aqui). Fiquei interessada em saber mais sobre o samba da bahia!
    Marcelo Oliveira said...
    Júlia, mande um email pra marcelocaterpillar@gmail.com para que possamos conversar sobre samba.
    Carolina Guimarães said...
    Ô sambinha bom!
    :D
    lialz00@gmail.com said...
    Essa foto é do Grande sambista carioca José Luiz do Imperio Serrano. Compositor e parceiro de Nelson Rufino, em grandes sambas, como 'Todo menino é um Rei'. Vale uma materia com ele.
    Nelson é outro... Grande sambista que acaba de gravar seu primeiro DVD - dia 16de agosto - com participações de Zeca Pagodinho, Martinho da Vila, Jorge Aragão, dentre ooutros...
    Valeu!

Post a Comment